Monday, July 15, 2013

Finalmente Cannes

Diz que há 1 mês atrás, estávamos nós a seguir para Cannes e como sou um petit peau mariconera com datas, bateu-se-me cá dentro a sódade. Por isso, nos próximos dias vou contar o que por lá sucedeu.

Sábado, 15 de Junho
A minha parceira apanhou-me em casa e seguimos até ao aeroporto. Ela dirigiu-se para o check in (moi même costuma fazer online) e eu fiquei à espera. Comecei a achar que a coisa estava demorada e quando finalmente ela chegou ao pé de mim disse-me que o voo estava com overboarding (é este o termo?) e que ela não tinha lugar.
- Como não tens lugar? Temos que ir hoje as duas! Olha, nunca rodei a baiana (nem tenho skills para tal) mas se for preciso meto a mão na anca. 
Felizmente não foi preciso rodar baianas, nem alentejanas, nem 'anas' nenhumas (basicamente não foi necessário rodar nada). 

Lá seguimos até à Côte d'Azur num mini avião de nome rola (e comecei logo a cantarolar a famosa moda alentejana), tão mini que mal lá entrei, senti o cocuruto a tocar no tecto (os aviões têm tecto?). Até disse para os pilotos:
- Ponderei vir de saltos...
E eles:
- Imagine as suecas!
- Não imagino. Humpf! Para portuguesa sou alta, ora!
Ok, não lhes respondi assim, mas podia ter respondido.

Já passava da meia-noite quando chegámos a Nice (vi a vidinha a andar para trás quando vi que estávamos a fazer mega razia ao mar e não avistava pontinha de terra).

Tinham-nos dito que não havia transporte para Cannes e que deveríamos apanhar um táxi. Mas chicos-smart como somos, duvidámos da coisa. Lá fomos, eu e a parceira, averiguar a situação enquanto os 3 rapazes foram buscar a bagagem (as gajas só levaram bagagem de mão e os meninos levaram os malões. Tsc tsc):
- Vous parler anglais?
- Yes.
E lá perguntámos se havia transporte. E guess what? Havia um bus à 1h da manhã. Só tínhamos que aguardar meia horinha.
Esquecemo-nos foi de perguntar quanto era o bilhete e o tempo da viagem.

À 1h chegou o bus e lá fui eu:
- Vous parler anglais (gosto tanto de me pôr a inventar na língua dos países onde estou!)?
E o condutor com um ar ofendido:
- Of course!!!
Perguntei-lhe se ia até Cannes e quanto era o bilhete.
Ele responde-me:
- One eurrô.
E eu:
- Pardon?
E ele repete:
- One eurrô!
Wooow! Pessoal, 1€!!

Uma hora depois estávamos a chegar a Cannes. Acontece que aquilo era a 'caminete da carrêra' da Côte d'Azur. Parámos em todas as estações e apeadeiros. Entrava cada vez mais gente feia e olhem que a costa à noite, vista dum bus daqueles, até nem é muito bonita.

Finalmente chegámos ao hotel. Já lá estavam mais dois young lions tugas a trabalhar na recepção. Contaram-nos umas coisitas sobre o festival e lá seguimos para o quarto. 
Eram 3h quando nos deitámos. Despertador para as 7h. Pensava eu...

To be continued...

8 comments:

  1. Ora atéquenfim!
    Pensava que estavas a guardar tudo só para ti!
    Humpf!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Ahah preguiça! Somente preguiça!
      Agora vou partilhando aos bocadinhos para não enjoar :D

      Delete
  2. Ai que eu fico tão feliz por ver que há mais gente neste país que diz "caminete da carreira"...

    ReplyDelete
    Replies
    1. Alentejana diz 'caminete da carrêra' claro :D

      Delete
  3. Olha lá ó Uena, eu sei que o tema não é esse, mas tenho uma dúvida que acho que me podes esclarecer. Eu sou da província e nunca percebi muito bem a diferença entre carreira e autocarro. Qual é?

    ReplyDelete
  4. Ok, eu tinho inside info, mas eu sabia que havia um bus de Nice para Cannes. E tu também devias saber. Ou devias ter feito as perguntas certas às pessoas certas :p

    ReplyDelete
    Replies
    1. Foi o nosso sponsor que nos passou a info da inexistência de bus àquela hora da noite.
      Éramos 5 a acreditar que iamos de táxi (nota que depois nos faziam o refund) :p

      Delete

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...