Saturday, June 30, 2012

Teorias da Uena #2

Bem, esta teoria não é bem da minha autoria, mas foi graças a uma necessidade da minha pessoa que ela surgiu.

Ontem foi dia de jantar com os amigos do mestrado para comemorar o aniversário de uma. No final do jantar lá estava ele. O belo do bolo. Quando me disseram que seria o de morango do Frutalmeidas fiquei feliz da vida. Não gosto, logo não ia comer (sim, sim, já sei. Sou a única pessoa no mundo que não gosta desse bolo).
Mas não. Era bolo de chocolate. Brigadeiro. Costumo não apreciar muito, mas espetei o garfo na fatia de um deles e OMG! estava mesmo bom. Molhadinho e fresquinho. Nham nham.

Então que decidimos para não arruinar a minha bela dieta once again... Partilhar a fatia por duas pessoas porque quando comemos juntos não sabemos o que comemos logo não engorda tanto!

Friday, June 29, 2012

Sobre o ginásio

Tenho-me esquecido de vos contar!

É que... tenho um burro a viver dentro de mim.

Somos todos uns artistas



Anda por aí uma aplicação a puxar pelo inner artist que há em nós.

Draw something para iPad, iPhone e android (e desconheço outros sistemas onde funcione).

Isto é só uma amostra. Eu na verdade desenho bem melhor!

SEXTAAAA

Não acredito!

Belisquem-me!


Thursday, June 28, 2012

Relativamente ao post anterior


A caminho do ginásio

Estou com uma dor de cabeça que mais parecem duas, mas vou ao ginásio, não quero saber!

Se cair para o lado deve haver algum calmeirão que me acuda.

Pensando bem, acho que vou mesmo atirar-me para o chão.

Alguém me ajuda numa tradução?


in Record, 28-06-2012

Espectacular!


Estou tão insuportável hoje, que eu própria não me suporto.

Já cá volto!
Dói mais do que um desgosto amoroso.

Estou mesmo triste :(

Wednesday, June 27, 2012

A Time Out desta semana tem uma foto minha


Cogumelo style!


Músicas enfiadas na cabeça #5

Mas porque é que todos os dias arranjo uma música nova para me massacrar?

Ainda por cima sou péssima a decorar letras por isso canto um verso, seguido de lalalaaaa e volto ao mesmo verso.

DON'T STOP! BELIEVIIIIN'
FUNFUNFUNFUNFUUUUUNFUNFUUUUNNN


Selecção

Olhem que fofinhos os nuestros hermanos



E olhem novamente que fofinhos os nuestros hermanos.

É uma seleccionadorA?
Minha nossa!




ATÉ OS COMEMOS!!!!

(Quem má dera)

Tuesday, June 26, 2012

Afterwork

Se me tivesse lembrado, tinha levado o bikini para o trabalho.
Por esta hora estava com o pé enfiado na areia.

Assim estou para aqui na esplanada, a buer uma água, em brasa e a suar que nem uma Madalena arrependida (arrependida por não ter posto desodorizante Nivea Black & White).

Músicas enfiadas na cabeça #4

Eu implorava para parar de cantar o que estou a cantar incessantemente.

E ainda por cima são apenas duas palavras. Uma vez e outra e torna a repetir.

CORAÇÃO DE MELÃÃÃOOO!
MELÃO MELÃO MELÃO!
CORAÇÃO DE MELÃO MELÃO MELÃO


Rai's parta os sonhos

Primeira coisa que fiz quando acordei: confirmar que tinha os dentes todos.
E lá estavam eles. Branquinhos, de chucha. Iguais a ontem quando os lavei.

Sonho mais estúpido. Fiquei sem dentes e tinha os pés cheios de calosidades.
Xô demo! Xô!

Monday, June 25, 2012

Dúvidas do Pai Bueno



Pai Bueno: Oh Mãe Buena, com quem foi a Uenita comer caracóis ontem?
Mãe Buena: Com uma amiga.
Pai Bueno: Oh chatice. E não foi com um amigo porquê?

E é isto.

Por esta altura o Pai Bueno pensa que eu já devia ter dois filhos e metade de outro, um cão e um periquito e deixar de importuná-lo com questões sobre o chaimite.

Mas Pai, os homens que eu conheço nem lâmpadas sabem mudar, quanto mais abrir o capô do carro!
(E esta é the one and only reason para eu ser solteira, plamordedeus!)

Músicas enfiadas na cabeça #3

Ma frieeeennnds!

Segunda-feira e eu não fiquei doente, nem matei nenhum tio-avô, por isso estou na agência, debaixo do ar condicionado, na ignorância relativamente ao calor que está na rua.

Incrivelmente, estávamos aqui tão compenetrados que ainda não tinha surgido música nenhuma.

Mas cá está!



Roberto Carlos. Lembra-me a minha infância.
A Mãe a pôr a música alta e a cantarolar, toda happy.

Digo-vos uma coisa, estou a construir uma lista de músicas aqui no blog que não lembra a ninguém!

Sunday, June 24, 2012

Estou a estranhar a ausência de comentários a este post.

Experimentem clicar no aqui.

Go go go go.

Expus-me eu desta forma para vos animar e nada. Snif

Mas que belo findi!

Diz que tive um findi mêrmo baum!
Consegui ler tudo o que pretendia e orientar a thesis para começar a bombar e ainda laureei que me fartei!

Estão a ver a minha dieta mega rígida? É que eu não! Omg! Hidratos, I missed you! Mas agora chega!

Foi no piqueno-almoço de ontem, no sushe ao almoço, ainda comi um cornetto e jantei no nepalês. Hoje foi no brunch e ainda papei torradas a acompanhar uma travessona de caracóis.
Agora ando aqui por casa a rebolar entre as divisões.

Ontem à noite, depois do jantar, fomos até um bar na expo. Aquilo para mim é Sacavém. Qual expo, qual quê!
Diz que o empregado era um moço bastante apessoado. Pena o 1,50m de altura. Se soubesse que ele tinha uns cms suplentes ainda tinha dado conversa.

Era noite de música ao vivo. A cantar estava uma Rita da OT. Gira a miúda! No baixo estava o monstro da série A Bela e o Monstro que dava na RTP há milhares de anos-luz.

Do nosso lado direito estava um sofá comprido onde deviam estar sentadas umas 15 mulheres. Pareciam elas que estavam na fila para abate! Uma delas retirada de um álbum de fotos dos 80's. Headband na testa. Um must!

Do lado esquerdo, encostados ao balcão estavam os homens. Outra fila para abate.

E agora, estou a deprimir porque amanhã é segunda. Estou aqui a pensar que doença terei amanhã quando acordar, ou que tio-avô vou matar.
Não quero ir trabalhaaaaar!



Saturday, June 23, 2012

Manhã de sábado

Oh alegria!

Levantei, peguei no ipad e no chaimite (não vim a pé, porque sair de casa sem tomar o piqueno-almoço já é duro. Fazer 1,5km desconsolada era queda para o lado na certa) e vim até à Padaria Portuguesa em Telheiras.

Vou mudar-me para aqui. Está-se tão bem!
Falta-me é o wifi. Damn!
Vou aproveitar e estudar.

Almoço, talvez sushi.
Alguém quer vir?


Sent from my BlackBerry® wireless device

Friday, June 22, 2012

A banda

OMG!

Está a passar uma banda ou fanfarra ou algo similar aqui perto de casa!
Estou a ouvir a caixa a marcar o passo, uma tuba, um trompete e os outros não se ouvem tão bem.

E perguntam vocês:
Oh Uena, como sabes tudo isso?

E eu respondo assim:
Cliquem aqui.


Rai's parta...!

Tenho 2 pontos a abordar neste momento.

Ponto 1 
Sou homem. Além de ser básica, faço xixi de pé.
Ok, não é isso. Mas quem má dera órinar de pé. Tornava as idas a festivais, santos populares e afins bem mais simples!

Fui espreitar os saldos e guess what... Não gosto! Aquele ar de feira com que as lojas ficam. Roupa toda ao molho. É preciso mexer e remexer. Parecem a Primark. Córror!
Eu de carteira na mão, recheada com meia dúzia de aérios e voltei com a mesma meia dúzia! Uma tristeza. Comprei uma blusinha... só!

Ponto 2
Corar é uma seca.
Não entendo porque é que o meu sangue se dá ao trabalho de afluir às bochechas, a correr e a saltar, nos momentos menos oportunos.
Em Roma, se um italiano se metia comigo (e fosse apessoado, óbvio!) pumbas! Corada.

Agora foi nas compras. Um moço todo fofinho a conversar comigo e eu, descarada como sou, dou trela, mas as minhas bochechas tramam-me! Começo a sentir o calor na cara e já sei. Estou a ruborizar. E aí sim, fico com vergonha.
God damn it!

Ponto 3
O 3º ponto dos 2 que tinha a abordar é: tenho sono mas estou a ouvir a música de baile aqui em casa como se estivessem na minha WC.

Eu sei eu sei
És a linda portuguesa com quem eu quero casaaaaarrrr

Ponto 4
Já chega de pontos porque eram só 2.



Músicas enfiadas na cabeça #2

E hoje que música se canta por aqui?

Como sempre, uma música de qualidade. Vinda lá do fundinho do baú!
E daquelas que quando se começa a cantar e a fazer lalalala não se pára mais.



Vamos lá cantar:

Tengo um corazoooonnnn
lalalalalaaaaaaaaaaaa

TENGO UM CORAZOOON
aiaiaiaiaiaiaiiiiiiiiiii


Sue, lembras-te das nossas tardes de Sexta a ouvir esta música?

Madrugada de mudança

Ma friends, é sextaaaa!

Apesar das 4 horas dormidas, acordei aliviada. Não, não fiz xixi na cama!

Tinha o tema da tese a massacrar-me a cabeça há meses. Estava tudo decidido. Neuromarketing era o assunto a abordar, mas os meses passavam e a coisa não andava. Livros, artigos, textos lidos, conferências assistidas e nada. Não saía nada.

Ontem, às 3h da manhã fez-se luz.

Arrumamos o neuro para o lado e pegamos em quê? BLOGS! 

O digital é o futuro meus amigos, e eu como aficcionada (Oléé!) de tudo quanto é digital, gadget e afins, faz todo o sentido virar-me para aqui.

Vou precisar de vocês e dos vossos amigos e dos amigos dos vossos amigos.

Depois dir-vos-ei quelque chose.

UFA!

Thursday, June 21, 2012

Momento curioso de hoje

Não me perguntem porque surgiu esta questão, mas surgiu.


E a resposta que encontrámos foi esta:

A palavra "corno", para designar o homem que é traído pela companheira, teve origem na Idade Média. Em algumas regiões da Europa, quando o marido flagrava a sua própria esposa com outro, tinha por obrigação moral lavar a sua honra com sangue, ou seja, teria que matar a ambos. Caso isso não fosse feito, os habitantes da aldeia lhe colocavam na cabeça uma espécie de chapéu com dois enormes chifres ou cornos e o "chifrudo" era empurrado pelas ruas, sendo motivo de gozação pelas pessoas do lugarejo.


Amanhã estaremos de volta para mais um "Momento curioso do dia"!

Músicas enfiadas na cabeça

Todos os dias, mas todos mesmo, eu tenho uma música nova na mente que toca em loop.

O pior de tudo é que nunca são músicas boas.
A parte gira. Cantá-la na agência e os colegas que me rodeiam ficarem com ela na ideia também e sofrerem em conjunto comigo.

A de hoje é:



Todos comigo, braços no ar! \o/

QUANDO VOCÊ CHEGÁÁÁÁ
TXIRA ESSA ROUPA MOLHADÁÁÁ
QUERO SÊ A TOALHÁÁÁ
E O SEU COBERTÔÔÔÔÔ

Casamentos

Enquanto me passeava pela blogosfera deparei-me com este casório.

Eu não sou a típica mulher que sonha um dia casar. Nem vamos entrar por aqui.
Mas este casamento chamou-me a atenção.

Não sei se comente ou se fique calada.
Ok. Não me consigo conter.


Que noivo foi este que arranjaram?
Podiam ter usado um substituto, só para as fotos.




Nham

Agora imaginem-me vocês, no meio do olival no Alentejo, com setinhas por todo o lado a indicar o caminho para o altar.
Uma ovelhinha branca levava as alianças em cima.

O banquete constituído por migas de espargos, açorda de alho, cabeça de borrego assada no forno e carne de porco à alentejana. Umas metades de paposseco com fiambre e queijo, umas popias, minis, vinho tinto, azeitonas e tremoços, umas tortas dan cake e umas madalenas. Não esquecer a água e o suminho para mim que não bebo álcool.

Os meus amigos com a roupa que levaram para o trabalho antes da cerimónia.
E o noivo, um espécime de alta categoria, óbvio!

What a nightmare!



Wednesday, June 20, 2012

Facecoiso da Uena Buena a ofertar coisas (em princípio)

Meus amigos, já repararam que tenho página no facecoiso?

Pois é!

Faz laike, faz. Pode ser que quando houver 100 laikes eu já tenha patrocínios (e olhem que sou uma pessoa cheia de contactos) e haja uma festa!

Vamo lá pessoal!

Cliquem aqui no facecoiso da Uena Buena e habilitem-se a uma surpresa!

E agora para os meus actuais e para os futuros amigos também, uma musiquinha do Roberto Carlos!


Tudo fino por aqui!

Ma friends, já tenho os resultados das análises que fiz neste dia.

Estou toda boa e recomendo-me.

Podem continuar a frequentar o blog que não há perigo de apanharem nenhum bicho estranho, micose, seborreia, ou outras maleitas mais.



Tuesday, June 19, 2012

Ah! Ainda antes de pegar na tese.

Quero pedir desculpa publicamente pelo teaser de ontem.
Mas mais uma vez dou provas de que a memória dos peixes comparada com a minha, é de elefante!

ESQUECI-ME QUE PALERMICE É QUE VINHA DALI!!!

Quando me lembrar, se me lembrar, partilharei!

É tão bom ginasticar #2



Enquanto como a minha salada maravilhosa (for real! adoro adoro adoro!) deixem-me contar-vos que regressei ao ginásio passadas duas semanas de ausência.

Uma hora de step, mas não é um step qualquer. É uma daquelas aulas super coreografada. Mais pareço uma artista de cabaret a atirar a perna ao ar, pirueta, seguida de salto para o step e salto para o chão e arrasta a perna e joelho!

Até costumo safar-me. Já viro frangos em cima do step há mais de 4 anos. E os meus ténis que os digam. Mãe, quando leres isto, deposita-me uns trocos na conta para uns ténis novos (leia-se sapatilhas que é como a Mãe diz e eu dizia também até vir para a civilização). Obrigada! És a melhor Mãe que eu tenho!

Continuando... Hoje senti-me logo intimidada quando pousei o step, olhei para o lado e vi o Rambo. Once again! Lá estava ele. Cabelo grisalho, fita na testa e fato-de-treino azul cueca.
Olá sr. Rambo! Já não o via desde a aula de aeróbica. Está feito uma artista, o senhor!

Começa a música. Primeiro grupo de passos. OMG! Não acerto com aquilo! Pé no chão. Saltinho mariconero em contratempo com um pé no ar. Não me parece um início auspicioso.

A senhora à minha frente, com idade para ser minha avó (vá, não abusemos... bisavó) apanha tudo e ainda dá uns toques de cabeça e de ombros. Li-lhe o pensamento. Dizia: Sou a melhor stepeira ever! Ninguém me bate.

Continuei, fui apanhando tudo a muito custo.
Levei um bailinho da 3ª idade que frequenta a aula.

Perto do final: Agora mais difícil! (ler com tom de apresentador de circo antes do salto mais complicado dos trapezistas) Metade da turma virada para a outra metade.

Bora lá!
Ok. Não consigo. Meto-me em cima do step a imitar um guitarrista enquanto toca uma espécie bolero (mais acelerado óbvio) e quando olho para a frente reparo que está uma miuda a rir que nem uma perdida.

E é assim. Sou palhaça em todo o lado. Nada a fazer.
Se alguém quiser ver, costumo estar no Chen no Natal. Obrigada!

E a salada terminou.
Vamos estudar para a tese!





Monday, June 18, 2012

Shame on me

Ia falar sobre um assunto, mas tenho vergonha.

E não me venham com a conversa que vergonha é fazer xixi na cama e dizer que é suado!

Sunday, June 17, 2012

Melão

Eu sei que Portugal ganhou (hurray!). Mas amanhã é segunda e pior (!)... regresso ao trabalho depois de mais de uma semana de ausência.

DON'T WANT TOOOO!!!!
Buáááááá






R.I.P. Macacão



Gostei de te vestir.
Fazias-me bela.

Até um dia (em calções, ou calças, ou top, ou lá o que a Mãe Buena conseguir fazer por ti). Snif...


PS - Foi lavado à mão e encolheu. Sad but true.

Saturday, June 16, 2012

Advertising while 'thesing'

E enquanto se pesquisa material para a tese, encontra-se disto.

Cute!



Pena a maior parte dos anúncios de TV em Portugal serem uns verdadeiros pain in the ass!

Testes de intolerância alimentar

Há já algum tempo que andava para fazer um, até porque ganhei uns kilinhos do nada e não cheguei a perceber porquê.

Então esta manhã lá fui eu testar-me. 

Fui a uma clínica nas Twin Towers de nome iCare (desconhecia que o Steve Jobs também tinha clínicas de nutrição).

Tipo de teste: bioimpedância. O mesmo tipo de teste que me fizeram na nutricionista. Uns eléctrodos nos sítios certos que passam corrente pelo corpo e pumba (!) saem os resultados.

Ligaram-me o braço, pus as mãos numa posição especifica e para cada grupo de alimentos (são 32 grupos no total) tocaram-me com uma caneta em ambos os dedos polegares.
Não doeu!

Esperar que o computador processe os resultados e xaraaannn! Um gráfico!


As colunas a encarnado são os grupos de alimentos a que sou intolerante.
E aqui está o problema. Grupos de alimentos. Cada grupo é constituído por X alimentos. Cada alimento tem uma determinada intolerância. Média ponderada dos alimentos que constituem o grupo, dá o valor para o grupo. Ou seja... Até posso ser muito intolerante a uma coisa e não ser a outra e estarem ambos no grupo dos muito intolerantes.

Disseram que podia escolher apenas um grupo para saber alimento por alimento as minhas intolerâncias.

Ora, o mais intolerante corresponde a sumos. Guess what? Não bebo. Arruma para o lado!

O seguinte. Arroz de todos os tipos, feijão branco, centeio, tostas e biscoitos.
Arroz <3
Tostas e biscoitos: essenciais à minha dieta

Bora lá saber este.

Tal como calculava. Dentro do mesmo grupo os valores variam muito.
Basicamente, feijão branco enlantado faz dói-dói (que chatice! Comia todos os dias uma latinha ao piqueno-almoço!), assim como centeio (e não é o pão porque esse está noutro grupo de alimentos tolerantes), arroz selvagem (não posso ir mais para a selva caçar arroz) e arroz branco.
Tostas, biscoitos e arroz basmati é tranquilo. 


Basicamente, ma friends, o que vos quero dizer:
Informem-se sobre que tipo de teste de intolerância vão fazer e se têm possibilidade de saber os resultados de todos os alimentos senão saem de lá basicamente como entraram. A comer tudo o que apetece!




Friday, June 15, 2012

House of Lies

Já tinha esta série aqui em stand by há algum tempo e agora, por pura necessidade (estou em modo rai's-parta-que-as-férias-já-estão-a-terminar-e-não-estão-a-render-o-que-queria, aliado a mau humor pós-viagem supé espectacular), estou finalmente a ver.

Primeiros 5 minutos: awesome!

Acho que vai cumprir o objectivo de hoje de descontrair.

Hoje tem sido assim

Visto estar de vacances mas o tempo não estar propriamente agradável para a praia, decidi aproveitar o dia de forma útil.

Primeiro fazer análises. Nem me lembro da última vez que fiz. Devo ter o sangue cheio de mofo e não sei.

Segui para o meu antigo bairro para tomar o piqueno-almoço no café da zona. Uma torrada. Típico!
Como sempre, a fatia do meio ficou para o fim.
O ambiente na esplanada do café era igual ao do Vaticano há uma semana atrás. Velhinhos e eu!

Entretanto tese.

Hora de almoço. Caminhei de volta até à minha zona. Sushi foi o escolhido. Experimentei um restaurante que desconhecia. Tenho a dizer que além de bom é barato.

Caminhei novamente, agora em direcção à rua das esplanadas. Ipad aberto para ler mais umas coisas para a tese mas não consigo parar de me distrair com quem me rodeia. Desconfio que caminhei para a Buraca.

Primeiro um homem com uma pêra daquelas que é só um fio, a combinar com as patilhas. Camisa de manga curta. Pareceu-me ver um bordado nas costas também. Quando se levantou reparei no calçado. Sandália. Omg!

Posteriormente chega outro. Colete e fio de prata. Observo melhor. Olhos claros, mas estrábico.
A amiga espreme-lhe uma borbulha no queixo.

What a charming place I've chosen!

Queria ler mais umas coisas para a tese, mas a bateria está a dar as últimas.

Farewell

Thursday, June 14, 2012

Só para meter nojo

Estou de vacances!

Lalalalaaaaaa

Mas tenho coisas para ler para a tese. Hunf...

Wednesday, June 13, 2012

Percalços em Roma (com imagem)

A pedido de muitas famílias (ou da Sue, vá), vou partilhar algumas fotos do sucedido em Roma.

O antes (estava a meter-me com uma senhora que estava a importunar-me a foto)
A primeira tentativa para solucionar a situação: untar as pernas com creme Nivea
A solução final (notem o lenço a sair pelas pernas dos calções. How secsi!)
A foto da D. (mesmo em cima da bola de gelado)
O rabo da D. cheio de bola de gelado de chocolate (ainda por cima!)


Aproveito o momento para apertar mais um pouco o cilício. Como eu queria ter uma foto da pêga de Navona!


Mariquices para o iPad

OMG!
Somebody help me!

Acabei de descobrir este site que tem capas brutais para tablets, telemóveis, laptops...
Estou perdida. Adoro todas.

Alguém me oferece uma para o iPad?

Adoro todas as do Norman Rockwell.

Olhem a pinta



Também gosto destas:


E esta para o meu amigo E (espreitem para entender)


Problema agora. ESCOLHER!






Tuesday, June 12, 2012

Viagem a Roma: Ciao bella!

Estava aqui indecisa no título do post, mas não deve haver expressão que melhor identifique a minha passeata do que esta: Ciao Bella!



E fiquem já sabendo que charme é uma palavra que assenta que nem luva a Roma.

Well, começando pelo princípio.

Day one
Andámos por Trastevere, zona que escolhemos para nos albergar nestes 5 dias. E que bem escolhida que foi!
É uma espécie de Bairro Alto, mas a meu ver, com muito melhor aspecto. Óptimo para boas refeições e mais em conta e com aquela pinta que Roma tem. Ruelas de calçada, esplanadas com toalhas axadrezadas, meia-luz, uns quantos mosquitos. Oh que coisa fofa!

Enquanto estamos numa das esplanadas, passa um italiano (de África, note-se) com a viola na mão. Sorri-nos e pisca o olho.
Oferece-nos uma pulseira (feita com linha) e diz "it's a gift" alternando entre sorrisos e o piscar de olho. E continua dizendo que dá "good fortune" oferecer uma pulseira em troca de 1€. An han!
Ficou com menos 2 pulseiras e não levou € nenhum. Coitadinho!

Day two
Tal como referi aqui no blog, decidimos comprar o ingresso para o Vaticano de antemão. Pois então, comprámos logo para a primeira hora do 2º dia de estadia.
Toca o despertador. Salto olímpico da cama: NÃO MUDÁMOS A HORA DO DESPERTADOR!
Grande corrida contra o tempo. Despachar, comer, descobrir que transportes nos levam lá.
Andar semi-perdidas. Pedir indicações. Pumba! Chegámos. 4 minutos antes da hora marcada. Yeiiii!!!
Tantos velhinhos. Faziam pan dan com as tapeçarias no corredor do museu.

Capela sistina. Coisa piquena. Estava à espera de um espaço de maiores dimensões. Mas o Miguelinho Ângelo sabia o que fazia. Que obra de arte!
Basílica de S. Pedro. Awesome!
Castelo de Sant'Ângelo. Awesome II!

Almoço. Fomos atendidas pelo Adrianno. Italiano pequenino e malandro. Terminou o almoço com um "Amore!" para a minha amiga. "Vuole un massaggio?" (é assim que o google translate me diz que se escreve). E termina com "dammi due baci!" e pumba! Gorjeta na certa para o moço.

Piazza di Navona. Cheia de turistas.
Mas foi aqui que sucedeu o melhor de Roma e pelo qual ainda agora aperto o cilício na perna por não ter fotografado. Íamos nós a sair de uma igreja quando vemos à porta de outra igreja uma velhinha franzina sentada de perna aberta, meia de liga preta, óculo encarnado na cabeça e aos gritos. Era a pêga de Navona! Sem dúvida, a MAIOR de Roma!

Day three
Manhã de calhaus com dress code de praia (pelo menos para mim).
Passo a explicar. Guardámos este dia para ver os calhaus de Roma. Coliseu, Palatino, Fórum Romano e afins.
O dress code deveu-se a um dos vários percalços da viagem. Devido ao calor do dia anterior, fiquei com a pele das coxas toda irritada e doía para xuxu! Solução (visto não haver nenhuma farmácia por perto e eu não conseguir dar um passinho que fosse para procurar uma): enrolar o lenço à volta dos calções como se de um pareo se tratasse e enfiar as pontas pelo meio dos calções para evitar a fricção.
Já estão a rir não é meus macaquinhos? Eu agora também já acho piada, mas na altura não teve muita.
Coliseu: que calhausada do outro mundo! Visualizei o Spartacus e o Crixus e os outros à bulha lá no meio. Ui ui!
Palatino, Casa de Augusto, Jardins, Fórum Romano: tudo espectacular. Adoro pedregulhos com história!
E quando se anda de lenço à volta do rabo enquanto se come pó, tudo parece mais bonito.

Depois fomos até à Via del Corso procurar uma farmácia. Entramos na primeira que vemos.
"Ciao! Do you have... aaaaa... halibut?" Só me faltou o gesto típico com a mão para o senhor me entender.
Conclusão: em Roma não há halibut. Lá expliquei o sucedido nas minhas coxas.
Primeiro creme que me trazem. Qualquer coisa para os genitales. Hum... Não é isto. Explico melhor: it is used on the baby's butt.
O senhor regressa com um gel. Agora sim! Perfetto!
Estou a ponderar fazer o regresso ao trabalho a pé para dar uso ao resto da bisnaga.

Fontana di Trevi: esperava que a Piazza que a alberga fosse maior. A concentração de turistas por m2 era enorme. Foi uma complicação para tirar uma foto sem apanhar o rabo de um inglês, ou as cabeças de uma excursão de chinocas.

Nesta noite pestiscámos num bar em Trastevere de nome Freni e Fizione. Pagam-se as bebidas (os cocktails, segundo sei, são bons e baratos) e temos uma mesa com comida onde nos podemos servir as vezes que quisermos. É muito bem frequentado e está sempre cheio! Aconselho vivamente para quem quer integrar-se no meio dos raggazi.
Eu bebi uma água por 1€ e enfardei e enfardei e tornei a enfardar.

Day four
Lá fomos nós pela fresca até à Piazza di Spagna. E novamente: tantos turistas!
Subimos a escadaria até lá acima e a minha amiga quis tirar uma foto artística de forma a que se visse que estávamos no topo das escadas.
E assim tivemos mais um percalço. Pumba! Sentou-se em cima de uma bola de gelado de chocolate. Após o dia anterior ter sido passada por mim em modo praia, ela decide andar em modo a-spaghetti-caiu-me-mal-e-não-tinha-imodium-rápido-para-tomar. Não sei qual dos dois modos o pior. Lavei-lhe o rabo com a água da fonte. Limpei com lenços de papel. Foi uma coisa bonita de se ver, não haja dúvida.
Ainda entrámos na igreja, já que ali estávamos. Mas depois seguimos em busca de roupa para ela trocar.

Ainda neste dia descobrimos a Almirante Reis romana. A zona de Esquilino. Sentámo-nos num jardim onde havia uma grande misturada de raças.
Um velhinho batia o coro a uma velhinha. Mas ela, dura, nem o nome lhe disse.
Acreditamos que a pêga de Navona também morará naquela parte da cidade. Enquadra-se na perfeição.
Depois subimos à igreja de Santa Maria Maggiore, passando pela China Town. Mas que igreja enorme e linda! Enquanto observávamos a estátua ao pé do altar principal ouvimos: PUM!
Olhamos uma para a outra incrédulas. O senhor ao nosso lado soltou um pum enorme! Enquanto o amigo se afasta (provavelmente devido ao odor) a rir, o senhor mantém-se impávido e sereno como se nada fosse. Ma que porca miseria!

O jantar foi novamente em Trastevere, numa esplanada daquelas bastante castiça.
O empregado era super simpático e tal como todos os italianos, um atrevido. Pedi uma pizza capricciosa e ele pergunta-me: tienes hombre? (uma tentativa de português misturada com espanhol). Ao que respondo negativamente. Começa a rir e diz-me que sou como a pizza, uma capricciosa. Pumba que já almoçaste.

Day five
Apenas nos faltava entrar no Panteão (vulgo pantelhão) e numa igreja que tivesse obras de Caravaggio.
Depois disto, andaríamos pela cidade à descoberta de outras maravilhas.
Panteão: Mas que grande coiso! E tal como tudo na cidade, espectacular!
As obras de Caravaggio, fomos ver à igreja de S. Luigi. O sr. inspirou-se no Miguelinho Ângelo (lembro-me sempre da tartaruga ninja) e conseguiu uns quadros extremamente realistas. Parecem em 3D. Clap clap!

Almoço foi no Campo di Fiori.
Havia uma feira onde estavam a vender fruta, massas, especiarias, souvenirs.
Fui à barraca das souvenirs para comprar uma t-shirt. Tento baixar o preço e o senhor monhê não me dá margem de manobra. Pergunta-nos de onde somos e conta-nos que tem cá um tio e que virá cá para o ano pois não tem documentos. Aproveito a deixa e digo: Então baixe-me o preço ou então eu conto a toda a gente que não tem documentos (sempre com o meu ar de pessoa gozona).
Depois puni-me severamente. Acho que assustei o senhor e não era minha intenção, mas resultou!

Entretanto subimos para o Monsanto de Roma. Problema: não faziamos o refill das garrafas de água havia horas e não encontrávamos fontes nenhumas, coisa que abunda em toda a cidade. E porquê? Porque parámos para descansar imediatamente antes de encontrarmos uma.
Enquanto subíamos o Monsanto descobrimos uma mini-feira-popular para os locais. Lá andavam os pais (alguns bem jeitosos!) a passear os bebés de pónei e a dar voltas nos carrosseis.
Subindo mais um pouco encontrámos a parte mais alta do Parque. Tinha um bar com puffs e uma vista brutal! Aí ficámos imenso tempo a observar o que nos rodeava e a coçar o corpinho todo devido à quantidade de animais voadores e formigas que nos rodeava.

Para finalizar o nosso último dia em beleza, fomos à noite rever o Panteão, a Piazza de Navona, a Fontana di Trevi e voltámos de tram para casa.




Arriverdeci Roma! 






Noite de santos

Acho que só com viagra aguentava ir para os Santos hoje.

Resta-me ficar por casa a ouvir a música de baile que toca lá fora e a acompanhar as marchas na TV. Ou em sonhos!

Arriverdeci Roma... buá

Estou de volta a Lisboa.
Depressão profunda aliada a muito sono.
Levantámo-nos às 5h da manhã (de Roma) para apanhar o avião cedinho, cedinho.
Por mim podíamos tê-lo perdido, honestamente!

Dêem-me uns momentos e já vos conto as peripécias e aventuras romanas.
Foram alguns os percalços, mas não conseguiram tirar o encanto à cidade!

Aproveitando que hoje é dia de Santos Populares:
A marcha de Roma é lindaaaaa! (ler com tom popularucho)

Sunday, June 10, 2012

Ciao direttamente di Roma

Olá meus amigos!
Julgavam-me desaparecida?
Not true!

Venho dar-vos um ciao direttamente di Roma!
Ciao bellos!
Como podem imaginar, há tanto para ver que não tenho tido tempo para vir partilhar, mas terça regresso à base e aí actualizarei o blog.

Isto é belissimo! Não quero ir embora.
Os italianos são uns gatinhos e uns atrevidos.

Agora vou jantar! E laurear mais um pouco.

Arriverdeci

Wednesday, June 6, 2012

Relax da Uena

Ora, sendo eu publicitária (media planner, more precisely) e mega fã de séries, é um pouco ridículo só há dias ter começado a ver Mad Men.

Primeiras impressões: parece-me que vou aprender umas coisas sobre publicidade (e o Don é o máiooor!).

Well, vou descontrair um petit peau, porque contentinha como estou (e com toda a música popularucha que soa lá fora) acho que tão cedo não adormeço.

Arriverdeci!

The weather channel


Packing

I'm ready! Let's go.

Yeiiiii!

Tuesday, June 5, 2012

Oh Houston!!!

We have a biiiiig problem!

Depois de amanhã parto para Roma e só sei que não encontro a máquina fotográfica.

Eu sei que os peixes comparados comigo têm memória de elefante, mas é a minha máquina fotográfica.
A única! Que guardo sempre no mesmo sítio (excepto, pelos vistos, desta vez).

A última vez que a usei, ela regressou a casa. Já confirmei que passei as fotos do evento para o PC.

Agora... onde te escondeste malvada máquina?

Well, ready or not here I come...

Vamos lá continuar a busca. Ainda não espreitei a wc e a cozinha.

Façam fisgas meus amigos, façam fisgas!

Bicycle

Então é assim meus amigos...

Podem juntar-se todos e fazer uma vaquinha e adquirir uma modesta bicicleta para mim.



Não posso andar apenas enfiada no ginásio e a treinar em casa. Tenho que apanhar ar para evitar este cheiro a mofo que começa a consumir-me.

Abriu uma nova loja de bicicletas em Lisboa que tem estes topos de gama e muito mais.
No meio de um vasto rol de bikes descobri umas mais baratinhas de 180€ e 195€ aqui.
A minha pessoa poria um cestinho obviamente.

Já me estou a imaginar na A5 para Carnaxide com o cestinho cheio de flores ♥.



Mas entretanto preciso treinar as curvas.
Andar a direito ainda me lembro bem, agora curvar tem toda uma nova ciência para o meu 1,73m.


Monday, June 4, 2012

Pezinho de Cinderela

E com o aproximar da data da viagem a Roma (próxima 5ª feira, para os mais distraídos), as indumentárias para os vários dias começam a estar definidas.

Problema (!): o que calçar.
Moi même, Mlle Uena (leia-se Uená) tem uns verdadeiros pezinhos de donzela.

E neste momento começam vocês a debitar calçado mais confortável para as viagens.

Mas meus amigos, digo-vos eu que confraternizo diariamente com os meus pés.
Eles são umas verdadeiras prostitutas de sapataria. Deixam-se comer por tudo e todos. Ficam mesmo em brasa (acho que devia ter posto bolinha no canto deste post).

Às vezes sinto que gostava de ter um pé cheio de calosidade, imune ao ambiente que o rodeia...

Estou a ponderar seriamente envergar a alma de bifa que há em mim (é verdade, tenho uma. Sempre que vou ao aeroporto da Portela, todos me falam em inglês) e calçar uma bela sandália com meia branca.

Até ao momento de pack the bags vamos continuar a procurar soluções para reduzir os estragos nas barbatanas.
Uma das soluções é este creme que adquiro several times, que funciona como uma segunda pele e evita queimaduras.
Vou pôr 4 ou 5 camadas (de suposta pele) e rezar para que tudo corra (ou simplesmente caminhe) pelo melhor.

(aceitam-se dicas. A gerência agradece)

A minha fé no amor acabou de vez!

Eu já pouco acreditava no amor desde que a Valentina Torres e o Armando Gama se separaram, mas agora a Luce e o Djaló...?
Como é possível?

O meu mundo desabou!

http://fama.sapo.pt/noticia/luciana-e-djalo-separados

Sunday, June 3, 2012

Guilty pleasure

Não, não fui jantar ao restaurante do Olivier (mas se alguém me fizer companhia, ainda não comi a sopinha!).

Não, não mato pessoas em part-time (é mesmo a tempo inteiro).

Não vou ao frigorifico às escondidas. Também não é isso (até porque vivo sozinha logo ninguém sabe se vou à cozinha).

É triste mas... Eu vejo a série 90210 que dá na foxlife.

É isso...

Sunday lunch

Hoje fui experimentar o Yo! Sushi no Colombo.

Os restaurantes japoneses com a comida a rodar pela passadeira deixam-me um pouco apreensiva, mas experimentar não dói e por isso lá fui.

Guess what! O restaurante estava cheiooo... de cadeiras vazias. Mais apreensiva fiquei. Mas a vontade de comer sushi era muita e não mudei a rota.

Primeiro observei os peixinhos a andar à roda em cima de um pratinho colorido e depois foi retirar aquilo que me apetecia e fazer contas de cabeça antes que me excedesse na quantidade de comida (e no valor da refeição).

Note-se que também existe um menu de onde se pode escolher mais coisas. Está todo muito arrumadinho e até diz as calorias de cada prato. Interesting!


And in the end, o sushi era bom e fiquei satisfeita com a refeição! Nham!



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...